outubro 02, 2008

O animal que voa com a cabeça


“E, se mais adiante, te faltarem todas as escadas, será preciso saberes trepar sobre a tua própria cabeça; senão como quererias subir mais alto?” (Nietzsche. AF.Z, P.122,)

Fomos obrigados a voar com a cabeça. Diante do precipício das nossas limitações construímos pontes. Ultrapassar. Ir além do que nos torna banais. E se voar é fruto da superação de nossos limites e deficiências, isso torna-se ainda mais grave para aqueles ditos “fracos”.
Mas, os fracos de possibilidades, os não agraciados pelo destino que tem fome de vida e superação são os homens/mulheres que voam. Rastejam, desejam asas e voam. Uma potência que testa nossa paciência, nossa coragem, nossos limites. Cansa, mas há de restar sempre a fé no que se pode vir a ser. E, se só ela restar, toda a força pode ser restituída de uma só vez. Podemos perder tudo, nunca essa pequena chama, capaz de reacender todo o nosso ser.
Agora entendo a frase de Nietszche em que afirma que...“ se mais adiante, te faltarem todas as escadas, será preciso saberes trepar sobre a tua própria cabeça; senão como quererias subir mais alto?” (Nietzsche. AF.Z, P.122)

3 comentários:

Anônimo disse...

Cara Professora Isabelle,

Conforme dito, não existem precipícios quando a maestria da engenharia, advinda pela fé, proporciona ferramentas que possibilitam a construção das tão famosas "pontes", "pontes" estas que viabilizam acesso a lugares jamais sonhados.
Parabéns pela realização deste sonho, ou melhor, será que o sonho e apenas seu? Talvez possa se tratar da materialização de um sonho de algum escritor Francês, em vivenciar com seus olhos, uma professora brasileira, advinda de lugar tão distante das catédras tradicionais, falar com tanta propriedade sobre a 4ª Mulher.

Fiorentino Capone

4º período no ar disse...

“A maior descoberta da minha geração é que qualquer ser humano pode mudar de vida, mudando de atitude". Essa frase de William James traduz exatamente o que acabei de ler em seu blog. A sua perseverança, garra, paciência e vontade de mudar não as pessoas, mas a si mesma, mostra que no fim podemos fazer diferença. Fico extremamente feliz e orgulhosa em ser sua aluna e poder aprender com a sua experiência de vida. E saiba que vc faz a diferença na minha vida. Parabéns pela conquista. "Estarei por aqui, sempre, espiando" rsrs.

Beijos,

Bruna.

Deborah Miranda disse...

Isabeel, tudo bem?
Fiquei muito feliz em saber que você conseguiu ficar entre os 10 selecionados.
Parabéns pelo esforço e pelo objetivo alcançado.
Felicidades e sucesso sempre, pois será sempre por mérito seu e pelo grande talento que possui.
Abraço!